Sociedade 26 Mar 2012, 07:28h
Espólio literário de Carlos de Oliveira doado ao Museu do Neo-Realismo

Imprimir ArtigoComentar ArtigoEnviar para um amigoAdicionar aos favoritos

O espólio literário de Carlos de Oliveira, marco importante na corrente neo-realista, foi doado pela viúva do escritor ao Museu do Neo-Realismo em Vila Franca de Xira. O acervo documental contém, além da produção literária do autor, a sua história pessoal, correspondência, fotografias, documentos impressos, artes plásticas, monografias e publicações periódicas do autor. Ao todo são perto de nove mil documentos. O valor estimado dos bens doados é de 123.412 euros e a proposta de aceitação da doação foi aprovada numa das últimas reuniões públicas do executivo da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira. Nascido no Brasil em 1921 e falecido em Lisboa em 1981, Carlos de Oliveira lançou o seu primeiro livro de poemas em 1942, intitulado “Turismo”. A obra “Uma Abelha na Chuva” continua a ser considerada a sua maior obra e um dos expoentes máximos da literatura portuguesa do século XX. Em 1978 edita “Finisterra”, que viria a ser a sua última obra.

Diga o que pensa sobre este Artigo. O seu comentário será enviado directamente para a redacção de O MIRANTE.

Notícias Relacionadas
Não existem notícias relacionadas
Comentários
 
Nome
 
Email
 
Autorizo a eventual publicação na edição em papel do Mirante.

 

Tem uma história para contar? Conhece alguém que seja alvo de qualquer tipo de discriminação? Contacte-nos.
Para anunciar contacte: dcomercial@omirante.pt

2008 © Jornal O MIRANTE, todos os direitos reservados | Termos de Utilização | Política de Privacidade | FAQ’S | Contactos | RSSRSS

Voltar ao topo